terça-feira , 22 setembro 2020
Secretaria de Saúde atualiza equipe de enfermagem, Agentes de Saúde e Endemias sobre dengue, chikungunya e zika vírus

Secretaria de Saúde atualiza equipe de enfermagem, Agentes de Saúde e Endemias sobre dengue, chikungunya e zika vírus

 

Para atualizar e qualificar profissionais de serviços de saúde do município no atendimento a pacientes suspeitos de doenças vetoriais, a Secretária de  Saúde Deusélia Palmeira do Prado Oliveira reuniu enfermeiros, Técnicos de Enfermagem, Agentes de Saúde e Endemias no dia  07 de Fevereiro, no Curso de Atualização em Epidemiologia, Diagnóstico e Manejo Clínico em Dengue, de Febre de Chikungunya e Zika Vírus. A proposta é atualizar e preparar os profissionais para garantir a detecção precoce, adequado manejo clínico e assistência de enfermagem em relação a essas doenças.

O Objetivo é  parte do Projeto de Prevenção  e Controle destes vetores, iniciado no dia 22/01/2019 com apresentação da Coordenadora de Endemias Marciana sobre “Campanha Todos Contra Dengue” aos profissionais da Atenção Básica e Vigilância Epidemiológica, em que surge a necessidade de atualização dos profissionais de enfermagem que atuam em serviços de Atenção Básica, Vigilância Epidemiológica e Ambulatorial. Dando sequencia toda equipe de Endemias e Agentes de Saúde estiveram em inspeção minuciosa nas residências nos riscos de foco do mosquito, notificando e orientando a população sobre fossas a céu aberto e escoamento em vias públicas, e no dia 04 a 06  de Fevereiro  aconteceu a borrifação geral.

Em 2018, o município teve índice de infestação 3,19 duas vezes mais que o aceitável para o vetor e tratando de indicador alto para risco de epidemia, foram notificados, até o momento 32 casos suspeitos de dengue, enquanto durante todo o ano de 2017 foram notificados 128 casos.

Entre os sintomas mais comuns da dengue estão febre alta (39° a 40°C) de início abrupto e que geralmente dura de dois a sete dias, acompanhada de dor de cabeça, dores no corpo e articulações, prostração, fraqueza, dor atrás dos olhos e manchas na pele. “Entre o terceiro e o sétimo dia após o início dos sintomas é comum a diminuição ou desaparecimento da febre”, ressalta a Enfermeira Josiane do Serviço de Planejamento em Saúde .

Zika

A doença é considerada mais leve que a dengue, isso porque até 80% dos casos não apresenta sintomas. Nos demais, os sintomas mais comuns são manchas avermelhadas pelo corpo, coceira intensa, febre baixa, dor de cabeça, vermelhidão nos olhos, dor atrás dos olhos, dor nas articulações e, em alguns casos, tosse e vômitos. Os sintomas e sinais podem desaparecer após o período de três a sete dias do início do quadro.

Recentemente, em razão do estabelecimento de estado de emergência no país, devido ao aumento no número de casos de microcefalia associados a infecção por zika vírus, a Gerência de Dengue e Febre Amarela tem trabalhado na atualização dos profissionais de saúde em relação a esta doença.

Chikungunya*

Com relação à febre de chikungunya, entre os sintomas mais comuns da febre de chikungunya estão febre acima de 38,5ºC e de início repentino, dores intensas nas articulações não explicadas por outras causas. Também podem ocorrer dor de cabeça, dores nos músculos e manchas vermelhas na pele.

 

Sobre prefeituracombinado

Os comentários estão fechados.

Scroll To Top